Lance Activo!

SEMPRE
FLU
Em segunda-feira, 05 de agosto de 2013

0 Comentário
Edição rápida
0
0

-O atacante lamentou sua falha e o gol sofrido no fim pelo Tricolor.
– Futebol é assim mesmo. O primeiro tempo foi disputado, no segundo o nosso time jogou bem, mas erramos muito. Erramos o pênalti e o último passe. É jogo de Campeonato Brasileiro, né, sempre difícil – afirmou o atacante.
Fred explicou que não mudou sua maneira de cobrar, que vinha sendo bem-sucedida nos últimos dois anos. Como de costume, o atacante correu lentamente para a bola, esperando a definição do goleiro. Porém, Roberto não pulou antes da cobrança e conseguiu evitar o gol no pênalti e no rebote.
– Eu bati do mesmo jeito, infelizmente hoje eu bati muito mal, bem no meio do gol, sem muita força. Isso aí faz parte do jogo, às vezes entra, às vezes não.(extraído do site NetFlu).
Das Considerações -Dá até para se sentir ou se julgar hipócrita, avaliando certas considerações subliminares. Afinal, quem está lá do outro lado é que sabe o por que, como e onde começa e termina, aqui desse lado só dá pra enxergar o que é mostrado pelas câmeras, ou seja, os ângulos mais que imperfeitos da cena. Aí um cara diz que “erramos o pênalti. Quantos afinal bateram o pênalti? Se eu errei, no singular, fui só eu, a culpa a mim me cabe. Se foi mais de um, aí sim, erramos. Oras, se um time joga mal, e ganha, ganhou na sorte. Se joga bem e perde, a culpa quase sempre é do juiz? Ou incompetência dos profissionais envolvidos? Procurar desculpas para determinados insucessos é o mesmo que dizer: “foi sem querer querendo, o famoso bordão do personagem Chaves, do seriado da tv. O cara foi displicente, mais uma vez, e não tem que pedir desculpas ou se justificar esfarrapadamente. Ou assume que jogou mal, ou está mal das pernas ou, o melhor é nada dizer nessas horas. Errei, pronto, e está acabado. Perdi o pênalti, não joguei o que deveria e poderia, portanto, empatamos ou perdemos. Dizem que penal é tão importante que deveria ser cobrado pelo presidente do clube. Essa é uma frase tão antiga, dita e repetida por vários comentaristas quando ocorre essa situação. Um pênalti perdido. Perdido ou por ter sido mal cobrado, ou por uma intervenção primorosa do defensor da, comumente, camisa número um(sim, porque como é sabido, geralmente o substituto conhecido como goleiro reserva, costuma usar a de número 12).
Veja-se o reverso da moeda, como o futebol é inglório. Em 2009, o artilheiro do tricolor e estrela da seleção de Filipão na Copa das Confederações retornava ao time depois de longo tempo afastado por contusão. Nesse ínterim, a equipe ia tão mal que impreterivelmente, estava a um passo do rebaixamento, bem próxima da segunda divisão. Esse valente guerreiro fez com que o time tivesse uma arrancada, surpreendendo até os especialistas que anteviam a queda. Os guerreiros. A partir de então, ficaram conhecidos como o time de guerreiros que, maravilhavam a torcida. Conseguindo recuperar sua forma e com a troca de técnicos, teve sua chance, e correspondeu ao ser convocado repetidas vezes para a seleção. E sua estrela mais uma vez brilhou. Com os repetidos insucessos da equipe e os pênaltis perdidos nos dois últimos jogos, provavelmente a insatisfação e culpa recairão sobre sua pessoa. Isso tudo, devido a sua mais recente declaração, após ser julgado e suspenso pelo tribunal desportivo. Nesse momento não cabe julgar o ou os motivos que o levaram a fazer tal declaração, mas a verdade é que parece estar havendo insatisfação por parte do jogador e nisso deve ter interesses de outro ou outros clubes envolvidos, em sua contratação. Especulativamente se falando. Não se pode também recriminar o profissional pois pode ter algo por trás dos bastidores causando sua insatisfação ou, na melhor das hipóteses, propostas que compensariam mais do que a sua permanência e oportunidades de estabilidade financeira fora do país. Coisas do futebol e do profissionalismo. Aquele romantismo das antigas, de se jogar por amor à camisa era pura ilusão de saudosistas, hoje, o que vale é garantir o pé de meia pois carreira de jogador é curta.
-Despreocupada com o interesse do Trabzonspor (TUR) em Fred, a diretoria do Fluminense se vale do desejo do atacante e da multa rescisória. Segundo o portal Globoesporte.com, para um clube tirar o ídolo do Tricolor terá de pagar acima de R$ 40 milhões, entre 14 e 15 milhões de euros. O contrato do camisa 9 termina no fim de 2015.(extraído de Globoesporte.com)
-Com elogios a Julião, Luxemburgo fala em aproveitar mais a molecada.
Técnico aprova estreia do lateral-direito de 18 anos como titular do Fluminense e projeta lançar outras revelações de Xerém nos profissionais.Extraído de Globoesporte.com)
É uma inteligente iniciativa Luxemburguista. Nos anos 70 a molecada da base era bem aproveitada com excelente rendimento e conquista de títulos memoráveis, divididos com o rival flamengo. Época de ouro de grandes destaques como Rivelino, PC caju e outros veteranos mas também da prata da casa como Carlos Alberto pintinho e Cléber. Saudosas lembranças. O melhor negócio sempre foi e ainda é, investimento nas categorias de base e alguns nomes para gerar renda ao espetáculo. Exemplo disso é o time do Santos que vem aproveitando a boa safra desde Robinho, até Neymar e outros que estão despontando.
base futebol safra

Lance Activo!.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s