APESAR DAS CONTROVÉRSIAS…

APESAR DAS CONTROVÉRSIAS…
Deus não faz acepção(separação, discriminação) de pessoas como diz no livro de Tiago e outras passagens bíblicas, porém, destruiu Sodoma e Gomorra, supondo-se que tal destruição foi devido a promiscuidade e práticas homossexuais entre seus habitantes. Mas, na Grécia e Roma antigas, o amor homossexual não premiou essas mesmas civilizações com a mesma sorte, ou seja, a destruição em massa. Então a hipótese que a homoafetividade foi a causa primária da destruição dos sodomitas(termo esse derivado dos habitantes, conhecidos como sodomitas-habitantes de Sodoma- e inclusive, se tornou adjetivo para designar os praticantes e adeptos do coito anal homossexual) não condiz com a realidade.
É sabido atravéz de muitos relatos históricos que diversos povos na antiguidade, praticavam o homossexualismo, ou o amor entre iguais, ou a homoafetividade. Embora o têrmo homossexualismo seja rejeitado em prol de homossexualidade, o dicionário houaiss o define como: substantivo masculino(1899), 1- a prática de relação amorosa e/ou sexual entre indivíduos do mesmo sexo. A própria Bíblia condena tal prática mas, nos dias atuais, com o surgimento de vários movimentos pró em quase todo o planeta, exigindo praticamente o reconhecimento não de um terceiro sexo florescendo e sim, de uma condição relativa a um enlace afetivo tal qual o de um relacionamento considerado normal e dentro dos padrões conhecidos e aceitáveis a milênios, ou desde a fundação do mundo conhecido.
Historicamente, a concepção de um casal está intimamente ligada à reprodução ou seja, a união macho-fêmea com a intenção objetiva de gerar descendentes que povoarão a Terra. Isso, segundo outro preceito bíblico que diz: “Crescei e multiplicai-vos.” Porém, após séculos e o mundo caminhando para um superpovoamento, a opção mais plausível no momento para se evitar um “boom” populacional, torna-se mesmo a homossexualidade. E, com tantas crianças abandonadas, carentes, a solução é, invariavelmente, a adoção por “casais” gays que se disponham a ter filhos não naturais e se enquadrem nos padrões requeridos pela legislação vigente de cada país. Nesse sentido, um casal homossexual, presta um grande serviço à sociedade e porque não dizer, à humanidade, acolhendo em seu seio(em sua famíla), aqueles que foram rejeitados, ignorados, abandonados e renegados por quem os concebeu.
E, contrariamente seria se pensar que, tais seres que foram tão humana e amadamente acolhidos em lares homossexuais, possam ser transmutados , devido a convivência, em pessoas similares a seus adotantes, sendo que o homossexualismo ou homossexualidade não é uma doença transmissível e nem tampouco, um desvio de caráter mas, uma condição adquirida ou como comumente se diz, uma opção.
Não obstante, o país se constituir em um Estado laico, desvinculado de religião, e mesmo que tenha sido usado o tema para fins eleitoreiros, inegavelmente, o que é em suma uma pouca vergonha, mas de desavergonhados a política encontra-se entranhada atualmente, esses arquitetadores ateus, inescrupulosos, se valem de determinadas situações para atingirem seus fins espúrios e escusos, passando por cima de valores e conceitos estabelecidos, e escarnecem da religiosidade, dos dogmas e doutrinas de milhões. Apesar disso, gerou-se benefícios citados anteriormente. São erros  contrassensuais, intencionais, que produziram efeitos não intencionais, favorecendo minorias(comunidades) que em troca virão ou poderão vir a favorecer outras minorias ou comunidades.
Controvérsias a parte- Casamento gay oficializado: ” O coordenador da frente parlamentar evangélica, deputado João Campos (PSDB-GO), classificou como “absurda” a decisão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) de obrigar cartórios a celebrar casamentos entre pessoas do mesmo sexo. Campos pretende reunir a bancada ainda nesta semana para discutir as medidas que serão adotadas para tentar reverter a decisão.”
“SÃO PAULO – Começa a valer nesta quinta-feira, 16, a nova resolução do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que o obriga os cartórios de registro civil em todo País a aceitar o casamento entre pessoas do mesmo sexo. O texto foi publicado no “Diário de Justiça” desta quarta-feira, 15, mas as publicações só têm efeito no primeiro dia útil seguinte.”
Imprensa mundial repercute oficialização do casamento gay no Brasil -Para o americano ‘Washington Post’, ‘esforços de aprovar uma lei no Congresso Nacional têm sido frustrados por legisladores evangélicos conservadores’ -Os principais jornais do mundo repercutiram a decisão anunciada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) nessa terça-feira, 14, que obrigou cartórios de todo o Brasil a aceitar o registro de casamento de homossexuais. Na manhã desta quarta-feira, a notícia era a mais compartilhada pelos internautas do Le Monde, de Paris, à frente do texto sobre a decisão da atriz norte-americana Angelina Jolie de retirar os seios após saber que tinha 87% de chance de ter câncer. A manchete dizia: “Justiça exige o registro dos casamentos homossexuais.”
Pastor Silas Malafaia critica casamento civil entre gays -Líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo acredita que se fosse feito plebiscito, união entre pessoas do mesmo sexo não seria aprovada pela população.
http://www.estadao.com.br/noticias/cidades,imprensa-mundial-repercute-oficializacao-do-casamento-gay-no-brasil,1032098,0.htm http://www.estadao.com.br/noticias/cidades,regra-que-obriga-cartorios-a-fazer-casamento-gay-comeca-a-valer-nesta-quinta,1032078,0.htm http://www.estadao.com.br/noticias/cidades,pastor-silas-malafaia-critica-casamento-civil-entre-gays,1031751,0.htmImagem

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s